Prevenção é foco das ações educativas voltadas aos funcionários

Postado em Assessoria de Imprensa

Para difundir a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama, as unidades da Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes) elaboraram um calendário de atividades de conscientização no Outubro Rosa.

No Hospital do Idoso Zilda Arns, todas as quartas-feiras deste mês, os funcionários utilizarão vestimentas ou acessórios na cor rosa (cor símbolo da campanha). Também serão feitas blitz educativas, com a distribuição de material que incentiva o autoexame e as consultas preventivas.

“Como profissionais da saúde temos o compromisso social de difundir o tema, afinal o diagnóstico no estágio inicial aumenta as chances de cura”, descreve a diretora Executiva do hospital, Keity Oliveira Arias.

A Unidade de Pronto Atendimento do Tatuquara recebeu nesta quinta-feira (5) decoração especial com laços e flores cor de rosa. Na terça-feira (10), foram realizadas palestras sobre o diagnóstico precoce com a enfermeira Rebeca Fernandes.

Com o foco na prevenção, a Maternidade Bairro Novo preparou brindes para as funcionárias que levarem suas mamografias. “O intuito é incentivá-las a fazer os exames preventivos regularmente e, apesar de tratarmos de forma mais lúdica, não deixamos de ressaltar a seriedade da doença que vitima milhares de mulheres todos os anos”, destaca Edinalva Carvalho, diretora Executiva da maternidade.

 

Diagnóstico precoce

O câncer de mama é o que mais afeta as mulheres em Curitiba, segundo dados da Secretaria Municipal da Saúde. No biênio 2016-2017, estima-se que serão registrados 840 novos casos na cidade.

As formas mais eficazes para detecção da doença nas fases iniciais são o exame clínico da mama e a mamografia, que devem ser feitos regularmente, após os 35 anos, mesmo quando não há sintomas. Ter na família um parente de primeiro grau que teve câncer de mama ou ovário antes dos 50 anos, estar acima do peso, ser sedentário ou fumante eleva os riscos.