Error: Only up to 6 modules are supported in this layout. If you need more add your own layout.

Hospital do Idoso cria protocolo para o controle da dor dos pacientes

Escrito por Fernanda Luvizotto. Postado em Assessoria de Imprensa

Foto: Michele Ioris/HIMZA

O Hospital Municipal do Idoso lança nesta quarta-feira (20/10) seu protocolo de avaliação da dor. O documento estabelece critérios para gerenciamento da dor em todos os pacientes internados, por meio de escalas para avaliação, padronização de condutas e uniformização do tratamento.
 
Com a implantação do protocolo, a dor será o quinto sinal vital avaliado pela enfermagem (os outros quatro critérios são: frequência cardíaca e respiratória, temperatura e pressão arterial). O dado é lançado no prontuário e passa a ser monitorado por toda a equipe médica e multiprofissional.
 
A gerente assistencial do hospital, Rosane Kraus, diz que a procura por atendimento, seja nas Unidades de Saúde ou de Pronto Atendimento, normalmente se dá por queixa relacionada à dor.
 
“O controle e alívio da dor é responsabilidade do profissional de saúde e com o protocolo podemos ter uma avaliação, uma intervenção e reavaliação subsequente”, afirma a enfermeira.
 
O protocolo foi elaborado em conjunto com a Comissão de Cuidados Paliativos do Hospital do Idoso, administrado pela Fundação Estatal de Atenção à Saúde (Feas) da Prefeitura de Curitiba. Segundo a médica Elisangela Shiroma, que integra a comissão, estudos apontam que 90% dos pacientes em cuidados paliativos experimentam dor em alguma fase da doença.
 
“Para nós, médicos paliativistas, a dor é o chão em que pisamos e controlar os sintomas é um preceito dos cuidados paliativos”, explica Elisangela. “Ninguém pode estar bem com dor, é necessário avaliá-la e estabelecer um plano terapêutico.”
 
A médica conta que o protocolo atuará justamente na uniformização das condutas, auxiliando toda a equipe assistencial na análise e sinalização desse indicador. “Nem sempre o paciente precisará de uma medicação para sanar a dor, podendo ser indicada fisioterapia para determinado caso ou outro procedimento não medicamentoso”, exemplifica.
 
Treinamento
Durante toda a semana, profissionais assistenciais de todos os setores estão participando de treinamentos sobre o novo protocolo. As capacitações acontecem nos postos de trabalho e incluem as equipes dos três turnos.
 
Nesta quarta-feira (20/10), a partir das 8 horas, o Hospital Municipal do Idoso realiza o evento Um Olhar Multiprofissional no Gerenciamento da Dor, com palestra, relatos de casos e debate sobre o tema.
 
A entrada é gratuita para profissionais da saúde do hospital, mas as vagas são limitadas em razão dos protocolos de segurança e distanciamento social. Para se inscrever, clique aqui.