Error: Only up to 6 modules are supported in this layout. If you need more add your own layout.

No Dia do Idoso, evento rebate estigmas relacionados ao envelhecimento

Escrito por Fernanda Luvizotto. Postado em Assessoria de Imprensa

O Hospital Municipal do Idoso realizou, na manhã desta sexta-feira (1º/10), data em que é comemorado o Dia Mundial do Idoso, o lançamento da campanha “Velhice não é doença”, que combate estigmas associados ao envelhecimento. 
 
A secretária municipal da saúde, Marcia Huçulak, participou da abertura do evento e destacou o trabalho da equipe do hospital durante a pandemia de Covid-19. “Um dia importante para parabenizar toda a equipe do Hospital do Idoso, que tem sido fundamental também na pandemia, e que tenhamos em Curitiba muita gente idosa, saudável e feliz”, disse Marcia.
 
Palestra 
A geriatra e presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG), Ivete Berkenbrock, falou sobre a importância de uma mudança de olhar para esta fase da vida. “A velhice não caracteriza um estado de doença” explica a médica. 
 
Ivete relata que o envelhecimento pode ser acompanhado por “perdas” como diminuição da memória, da velocidade da marcha, da prontidão de resposta e do sistema imunológico. “Mas isso não caracteriza que todos os idosos envelhecerão com doenças”, destaca. 
 
Pandemia
O Hospital Municipal do Idoso tem atuado como retaguarda na pandemia de Covid-19. O diretor técnico, Peterson Souza, destacou os investimentos que o hospital vem recebendo, com o apoio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) nos últimos anos.
 
Esses investimentos tornaram possível a ampliação de leitos para enfrentamento da pandemia, aumento da capacidade da rede de gases, a aquisição de novos equipamentos e a reestruturação das equipes. 
 
“Hoje a população de Curitiba tem a confiança no Hospital do Idoso para o nosso recomeço e estamos muito confiantes para que possamos retomar o cuidado do Idoso na sua saúde”, disse Souza.
 
Fotos:Brenda Souza