Error: Only up to 6 modules are supported in this layout. If you need more add your own layout.

Feas tem seis trabalhos premiados na Mostra Paranaense de Saúde

Escrito por Fernanda Luvizotto. Postado em Assessoria de Imprensa

A Fundação Estatal de Atenção à Saúde (Feas) teve seis trabalhos premiados na sexta edição do Prêmio Inova Saúde, realizada nos dias 9 e 10 de julho, durante a 7ª Mostra Paranaense de Pesquisa e Relatos de Experiência em Saúde. Outros três trabalhos da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) também foram premiados.
 
“A pandemia fez com que as equipes pensassem em ações diferenciadas, em práticas inovadoras para enfretamento deste cenário e o reflexo está no número de publicações produzidas pelos nossos profissionais”, descreve Isabel Zanatta, coordenadora do Centro de Ensino e Pesquisa da Feas. 
 
O evento foi virtual e teve como tema “A saúde em tempo de pandemia”. No total, 31 trabalhos de profissionais da Feas foram aprovados para a mostra. A fundação custeou 50 inscrições na categoria Diamante, que também dava direito à participação em dois minicursos.
 
Segundo Isabel, a participação confirma o fortalecimento desta cultura de produção de conhecimento e pesquisa da Feas. Isso levou a diretoria a preparar uma homenagem nesta sexta-feira (16/7) para os autores dos projetos premiados. Os banners dos trabalhos ficarão expostos no hall do Hospital Municipal do Idoso durante o mês de julho. 
 
Pós-óbito
Entre os trabalhos premiados está o relato da “Visita pós-óbito em domicílio, a abordagem psicológica em tempos de pandemia da Covid-19”, da psicóloga do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD), o programa Melhor em Casa, Miriane Elisabeth de Souza Pereira. Ela explica as mudanças deste procedimento na pandemia e suas especificidades.
“As múltiplas perdas, num mesmo núcleo familiar, traz vários efeitos psicológicos”, diz Miriane.
 
Por se tratar de uma doença contagiosa, que priva o contato dos familiares durante o tratamento, os profissionais percebem a dificuldade na elaboração do luto por não poderem participar dos rituais de despedida, como o velório, que ajudam na assimilação da perda. “A gente pensa formas de possibilitar isso, além de fortalecer as redes de apoio”, conta Miriane.
 
Capacitação
O “Uso da simulação realística na capacitação da equipe de enfermagem para integrar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência” foi escrito pelas profissionais Fernanda Schmitz Santos, Kellen Galvão Benedito e Anya Colman. O trabalho relata a estratégia do Centro de Capacitação e Desencolvimento Humano (Cecadeh) da Feas para treinar rapidamente as equipes do Samu durante a pandemia. 
 
“A ideia de participar da Mostra surgiu justamente pelo trabalho inovador que foi feito, em pouco tempo a gente conseguir treinar com qualidade, muitos trabalhadores novos”, explica Fernanda. Foram 83 profissionais treinados em 48 horas, em quatro salas simultâneas, em dez estações de trabalho, com bonecos realísticos , de alta tecnologia.
 
Mais prêmios
Também foram premiados pela Feas os trabalhos “Implementação de uma unidade de retaguarda para hospitalização de pacientes com Covid-19, de autoria de Paulo Henrique Coltro; “Percepções da prática do Serviço Social nas videochamadas”, produzida por Valéria Pacheco Azevedo; “A adaptação da equipe multiprofissional de um Centro de Terapia Intensiva na pandemia”, escrito por Rosane Kraus; “Implementação de uma avaliação clínica para indicação de ventilação não invasiva em pacientes com Covid-19”, da fisioterapeuta Regiane Borsato. 
 
Pela Secretaria Municipal de Saúde foram premiados os trabalhos “Implantação do Censo de Ocupação Hospitalar no Sistema e-Saúde no Município de Curitiba”, dos autores Kamille Barbosa Pontarolli, Cristiane Honório Venetikides, Leonardo Cavadas da Costa Soares, Gabriela Osório Flores, Flavia Celene Quadros e Jane Sescatto; “O Atendimento à Demanda Espontânea de Casos Agudos nas UBS de Curitiba em Tempo de Pandemia”, de Pedro Henrique de Almeida, Rafael Vieira de Castro, Flávia Quadros, Katiuscia Schiontek Webber, Jane Sescatto; e “Monitoramento da Rede de Oncologia no Município de Curitiba”, de autoria de Kamille Barbosa Pontarolli, Soriane Kieski Martins, Lucinéia Cristina de Sousa Bencke, Emerson Prado de Souza, Flavia Celene Quadros, Jane Sescatto.