Share |

Coronavírus - Precisamos falar sobre

Postado em Assessoria de Imprensa

 
NOTA INFORMATIVA Nº001/2020
Novo coronavírus - 2019-nCoV
 
 
 
Introdução
 
Os coronavírus (CoV) são uma grande família viral, conhecidos desde meados dos
anos 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais.
Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a
moderadas, semelhantes a um resfriado comum.
Alguns coronavírus podem causar quadros respiratórios graves, como a síndrome
respiratória aguda grave que ficou conhecida pela sigla SARS da síndrome em inglês
“Severe Acute Respiratory Syndrome”. SARS é causada pelo coronavírus associado à
SARS (SARS-CoV), sendo os primeiros relatos na China em 2002. O SARS-CoV se
disseminou rapidamente para mais de doze países na América do Norte, América do Sul, Europa e Ásia, infectando mais de 8.000 pessoas e causando em torno de 800 mortes.
Em 2012, foi isolado outro coronavírus, distinto daquele que causou a SARS. Esse
novo coronavírus era desconhecido como agente de doença humana até sua
identificação, inicialmente na Arábia Saudita e, posteriormente, em outros países do
Oriente Médio, na Europa e na África. Todos os casos identificados fora da Península
Arábica tinham histórico de viagem ou contato recente com viajantes procedentes de
países do Oriente Médio – Arábia Saudita, Catar, Emirados Árabes e Jordânia. Pela
localização dos casos, a doença passou a ser designada como síndrome respiratória do Oriente Médio, cuja sigla é MERS, do inglês “Middle East Respiratory Syndrome” e o novo vírus nomeado coronavírus associado à MERS (MERS-CoV).
Em 31 de dezembro de 2019 o escritório da Organização Mundial da Saúde (OMS)
foi informado sobre casos de pneumonia de etiologia desconhecida detectados na
cidade de Wuhan, na Província de Hubei, parte central da China. Em 12 de janeiro de
2020, a China divulgou a sequência genética de um novo coronavírus (2019-nCov)sendo responsável por estas infecções.
 

Nota completa sobre o Coronavírus

Link

Fluxograma para atendimento de pacientes suspeitos

Link