Share |

Adolescentes atendidos pelo Caps vão ao cinema ver ficção científica

Postado em Assessoria de Imprensa

Eles têm entre 13 e 17 anos e frequentam o Centro de Atenção Psicossocial Infantil Pinheirinho (Caps I Pinheirinho), onde são acompanhados por profissionais da Saúde em momentos de grave sofrimento psíquico. Nesta quarta-feira (5/9), os 17 adolescentes fizeram um programa que atrai todo jovem: foram ao cinema.
 
Na tela, em vez dos filmes de super-heróis ou animações em 3D, um filme nacional. O local também foi diferente: em vez dos shoppings centers, o grupo conheceu o Cine Guarani, no complexo Portão Cultural.
 
A ideia surgiu há um mês, após uma visita dos adolescentes ao Museu Municipal de Arte (MuMa), também anexo ao Portão Cultural, quando descobriram que o local tinha uma sala de cinema. “Fizemos reuniões para escolherem o filme que queriam ver”, conta o coordenador do Caps I Pinheirinho, Ian Santarém.
 
A película escolhida foi a ficção científica O Homem do Futuro, com Wagner Moura e Alinne Moraes. “Nunca tinha assistido a um filme nacional no cinema e foi uma história muito legal. Tinha tudo para acabar triste, mas teve um final surpreendente”, contou o estudante Breno Wilian Garcia Hacker, 16 anos.
 
A técnica em enfermagem Regina Tosti, uma das profissionais do Caps I Pinheirinho que acompanhou o grupo, explica que a iniciativa tem o objetivo de proporcionar aos adolescentes e jovens o acesso a atividades culturais e de lazer, além daquelas ofertados nos tratamentos terapêuticos. “Queremos que conheçam os locais culturais na região onde moram, para gerar neles a autonomia de frequentar esses espaços.”
 
Mãe de Breno, a professora Marcia Garcia Hacker, 53 anos, aprovou a iniciativa. “Foi uma oportunidade de conhecer um lugar diferente e assistir a filmes que ele não procuraria por iniciativa própria”, disse.
 
Os pais dos adolescentes são convidados a acompanhá-los na atividade, mas a presença não é obrigatória. 
 
Próximas sessões
 
As sessões de cinema serão mensais e fazem parte das ações dos profissionais dos Caps para criar redes intersetoriais entre as diferentes áreas da Prefeitura. A iniciativa é feita em parceria com a Fundação Cultural.
 
Na próxima semana, é a vez das crianças do Caps I Pinheirinho conhecerem o Cine Guarani. Os pais dos pequenos de 7 a 10 anos atendidos pelo Centro estão convidados a levá-los para assistir a cinco curtas-metragens de animação. 
 
O Caps I Pinheirinho e outros dez Caps em Curitiba são gerenciados pela Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes), em parceria com a Secretaria Municipal da Saúde.