Share |

Curitiba quer ampliar o atendimento domiciliar

Postado em Assessoria de Imprensa

Cerca de 300 profissionais da Saúde especializados em atender pacientes em casa estão em Curitiba, nesta sexta-feira (6/4) e neste sábado (7/3), para o 3º Congresso Sul Brasileiro de Atenção Domiciliar, na Unibrasil. A escolha da cidade como anfitriã do evento é pela capacidade em criar soluções inovadoras no Serviço de Atenção Domiciliar (SAD). Em Curitiba, o serviço tem 92 funcionários, que atendem cerca de 400 pacientes por mês.
 
A secretária municipal da Saúde, Marcia Huçulak, afirmou que atendimento domiciliar é essencial para o SUS. “É preciso ampliar o escopo de pontos de atenção e o atendimento domiciliar é uma forma eficaz, eficiente e efetiva. Temos hoje dez equipes do SAD e planos de ampliação”, disse Marcia.
 
A capital paranaense sedia pela segunda vez o congresso, que tem participantes de todas as regiões do país. “Curitiba ganhou um prêmio nacional de exemplo de gestão do trabalho no SAD pelo SUS e sai na frente em termos de organização e de gestão”, destacou a coordenadora geral de Atenção de Atenção Domiciliar do Ministério da Saúde, Mariana Borges Dias, na abertura do evento.
 
Cada equipe do SAD curitibano é composta por clínico geral, fisioterapeuta, enfermeiro, técnico em enfermagem e nutricionista, que vão semanalmente às casas. Além de consultar, fazer curativos e medicar, os profissionais orientam os familiares sobre os cuidados necessários para o bem-estar do paciente.
 
Inovações e desafios
O tema central do congresso é inovações na Atenção Domiciliar, com o desafio de buscar atendimentos em casa mais complexos. O SAD Curitiba, por exemplo, prepara-se para a implantação da Equipe Multiprofissional de atendimento específico aos pacientes com problemas respiratórios em uso de ventilação mecânica.
 
“Curitiba é uma das referências em atendimento domiciliar. Vir até aqui para compartilhar experiências é ter a certeza de que vamos atualizar nossos conhecimentos”, destacou a coordenadora do SAD de Pará de Minas (MG), Elisiane Marques.
 
O congresso terá ainda oficinas, mesa redonda e apresentação de trabalhos científicos. O evento é organizado pela Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes), que gerencia o SAD em Curitiba, e tem apoio da Organização Panamericana da Saúde (Opas), da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde (SGTES) e Coordenação Geral de Atenção Domiciliar (CGAD), ambas do Ministério da Saúde.