Share |

Semana da Saúde pretende estimular o aleitamento materno

Postado em Assessoria de Imprensa

Foto: Valdecir Galor/SMCS
A Maternidade Bairro Novo e as Unidades de Saúde promovem, desta quarta-feira (1º/8) até o dia 10 de agosto, a Semana Mundial do Aleitamento Materno em Curitiba. A ação faz parte de uma campanha mundial para reforçar a importância da amamentação, garantindo a saúde dos bebês.
 
Nesta quarta-feira (1º/8), às 15h, a Maternidade Bairro Novo e o Distrito Sanitário Bairro Novo abrem a programação da Semana em um “mamaço” com mães de recém-nascidos, funcionárias da maternidade e de mães da região.
 
Este ano, a campanha mundial tem o tema “Amamentação é a Base da Vida” e pretende envolver toda a sociedade, não só nesta primeira semana, mas em todo o mês, batizado de Agosto Dourado. O tema motiva ações para promover a amamentação, estratégias de nutrição, segurança alimentar e redução das desigualdades.
 
“Ao estimular o aleitamento, estimulamos também uma sociedade mais saudável e com vínculos afetivos mais fortes”, destaca a secretária municipal da Saúde, Marcia Huçulak.
 
“Os postos de Saúde vão mobilizar suas equipes multiprofissionais em atividades de conscientização do leite materno como alimento exclusivo do bebe até os seis meses de idade, sem necessidade de sucos, chás, água e outros alimentos”, explica a nutricionista do Núcleo de Apoio à Saúde da Família da Secretaria Municipal da Saúde, Ana Paula Balemberg Bonin.
 
Em várias unidades, haverá palestras nas salas de espera durante toda a semana. Algumas terão programação extra (confira programação abaixo), definida por cada posto de saúde.
 
A Semana também discute soluções para contornar as dificuldades que impedem a amamentação pelo tempo recomendado. Entre elas, a falta de apoio familiar ou de empregadores, o posicionamento incorreto do bebê, a insegurança quanto à quantidade de leite produzido, a introdução de mamadeira, fórmulas e chupetas.
 
Benefícios
 
Apesar de ser o alimento mais completo para o bebê, apenas 39% das crianças de até seis meses no mundo recebem exclusivamente o leite materno. A recomendação é que as mães sigam dando o peito aos pequenos até os 2 anos de idade, introduzindo outros alimentos e bebidas a partir do sexto mês. 
 
O aleitamento funciona como uma primeira vacina para o bebê, já que o leite da mãe tem anticorpos contra vírus e bactérias enquanto o sistema imunológico da criança se desenvolve.
 
A amamentação reduz em 13% a mortalidade por causas evitáveis em crianças menores de 5 anos, e diminui casos de diarreia, infecções respiratórias, hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade. Ao sugar o peito, o bebê tem o desenvolvimento mais harmonioso da musculatura e dos ossos da face, dentição saudável, bom desenvolvimento da fala e boa respiração.
 
Para a mãe, a amamentação diminui o risco de câncer de mama e de colo de útero e ajuda na redução de peso após o parto. Estudos apontam até redução nos índices incidência de Alzheimer.
 
Semana Mundial
 
A Semana Mundial do Aleitamento Materno é realizada desde 1992 em todo mundo, organizada por ONGs, com chancela da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF). 
 
No Brasil, em abril de 2017 foi sancionada a Lei 13,435, que instituiu agosto como o “Mês do Aleitamento Materno”, em que as ações de conscientização e esclarecimento sobre a importância do aleitamento devem ser intensificadas.
 
Programação da Semana Mundial de Aleitamento Materno em Curitiba (sujeita a alterações):
 
1º/8 (quarta-feira)
 
Maternidade Bairro Novo (Distrito Bairro Novo) - Lançamento da Semana Mundial do Aleitamento Materno em Curitiba (15h)
US Mãe Curitibana (Distrito Matriz) - Roda de conversa sobre amamentação – “Mitos e Desafios”, seguido de mamaço (15h)
US João Cândido (Distrito Bairro Novo) - Oficina de Gestantes
US Bairro Novo (Distrito Bairro Novo) – Oficina de Gestantes
 
 
2/8 (quinta-feira)
US Atuba (Distrito Boa Vista) - Orientações sobre a amamentação para gestantes e puérperas. Mamaço
Distrito Sanitário Tatuquara – Evento com nutricionistas
US Parigot de Souza (Distrito Bairro Novo) – Oficina de Gestantes
US Xapinhal (Distrito Bairro Novo) – Oficina de Gestantes
 
 
3/8 (sexta-feira) 
Escola Municipal Prefeito Omar Sabbag (Distrito Cajuru) – Gincana “Amamentação Livre de Tabus” com alunos do 9º ano (8h)
Centro Municipal de Educação Infantil Osny Dacol (Distrito Cajuru) – Roda de Conversa (10h30)
Distrito Sanitário CIC – MamaCIC, com orientações sobre amamentação, atividade física e mamaço (10h)
US Osternack (Distrito Bairro Novo) – Oficina de Gestantes
 
4/8 (sábado)
 
US Umbará 1 (Distrito Bairro Novo) - Oficina de Gestantes
 
6/8 (segunda-feira)
US Capanema (Distrito Matriz) - Inauguração do "cantinho da amamentação" e "Mamaço" no jardim da unidade de saúde (11h).
 
US João Cândico – (Distrito Bairro Novo) - Orientações sobre Amamentação na área de abrangência do Posto
US Xapinhal (Distrito Bairro Novo) – Orientações sobre Amamentação no CMEI
 
7/8 (terça-feira)
US Tapajós (Distrito Boqueirão) - Oficina com o tema Aleitamento Materno: "Amamentação é a base da vida" (10h30)
US Santa Quitéria 1 (Distrito Portão) - Roda de Conversa sobre Aleitamento Materno às gestantes e nutrizes (15h)
US São Braz (Distrito Santa Felicidade) - Roda de Conversa: "Amamentação é a base da vida", práticas para relaxamento e a importância do vínculo mãe/bebê; depoimentos de mães sobre seus momentos de amamentação (14h)
 
8/8 (quarta-feira)
US Coqueiros (Distrito Bairro Novo) – Mamaço
US Santa Amélia (Distrito Portão) - Oficina de Aleitamento Materno para gestantes e nutrizes (14h)
US Parigot de Souza (Distrito Bairro Novo) – Oficina de Gestantes
 

Jantar celebra aniversário do voluntariado do Hospital do Idoso

Postado em Assessoria de Imprensa

 

Os voluntários do Hospital do Idoso Zilda Arns, no Pinheirinho, promovem no dia 17 de agosto o jantar de comemoração ao primeiro aniversário do Grupo de Voluntariado. O evento é aberto a toda a comunidade e será realizado no Salão de Festas da Igreja do Capão Raso, a partir das 19h30.

O cardápio será composto de arroz branco, risoto de frango, dois tipos de carnes, maionese e saladas. Além do menu especialmente pensado, quem comparecer desfrutará de um repertório musical acústico com o melhor do rock’n’roll e da MPB, com a apresentação da cantora Ju Liana Morais. 

Os ingressos, no valor de R$ 30 por pessoa (crianças até cinco anos não pagam; menores de dez anos pagam metade), não incluem o consumo de bebidas. O jantar não tem fins lucrativos e o valor cobrado se refere exclusivamente às despesas com a organização. 
 
Os convites podem ser adquiridos até o dia 06 de agosto com os voluntários, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. No dia do jantar serão arrecadados produtos de higiene pessoal e fraldas geriátricas, que serão repassados aos pacientes carentes do hospital.  
 
Voluntariado
O projeto de voluntariado foi lançado em março de 2017 a partir de demandas identificadas pelo Setor de Serviço Social do Hospital do Idoso para valorizar o relacionamento humano. Foram então abertas inscrições e um processo para selecionar as pessoas que atualmente prestam os serviços como voluntárias no hospital.
 
A equipe conta atualmente com 80 pessoas, que atuam de segunda a sexta-feira, por quatro horas semanais nas funções de voluntário acolhedor, visita solidária, capelania e acompanhante solidário de pacientes.
 
Os voluntários participam de um treinamento para conhecer a instituição, sua história, normas, rotinas e procedimentos. Os novos voluntários são acompanhados por um “padrinho”, um voluntário mais experiente, até que se sintam habilitados a atuarem sozinhos.
 
Periodicamente são abertos processos de seleção para novos candidatos. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..
 
Jantar 1º ano do Voluntariado
Valor: R$ 30 (crianças até cinco anos não pagam; menores de dez anos pagam metade);
Local: Salão de Festas da Igreja do Capão Raso (Rua Albino Vico, 32);
Onde comprar: Sala do Voluntariado do Hospital do Idoso;
 

Grupo de voluntários do Hospital do Idoso faz decoração especial para a Copa do Mundo

Postado em Assessoria de Imprensa

Fotos: Anya Colman

Balões, bandeiras, enfeites nas cores verde e amarelo ganharam destaque nos corredores, recepção e unidades de internação do Hospital do Idoso Zilda Arns (Hiza). A decoração especial para a Copa do Mundo foi toda desenvolvida pela equipe de Voluntariado do hospital.

“A Copa sempre traz uma euforia, pensamos em fazer uma decoração que quebrasse o gelo do ambiente hospitalar e contagiasse”, conta a voluntária Sônia Regina Kusma Cardoso. A animação logo se estendeu a funcionários e acompanhantes. “Quando fomos decorar a recepção, todos opinaram e ajudaram com a instalação dos enfeites”, relata a voluntária Eliane Joaquim.

Parte do material foi arrecadada pelos voluntários, que também reutilizaram enfeites de outros anos do próprio hospital. Em frente ao posto de trabalho da assistente-administrativo Ana Maria Ferreira há um painel de bexigas que formam a bandeira do Brasil. Ela conta que várias pessoas param para tirar foto ali. “É uma iniciativa muito importante, ainda mais vinda de voluntários, está maravilhoso”.

A auxiliar de confeitaria Simone Correa aguardava para fazer uma cirurgia e comentou que o ambiente decorado ajudou amenizar a ansiedade. “A decoração chamou a atenção, até esqueci que estava no hospital”, destacou a paciente.

O porteiro do hospital Raimundo Correa disse que a decoração motiva a torcer pelo Brasil, mas pondera que o time precisa melhorar o desempenho em campo. “Está tudo muito bonito, dá uma animada em torcer, só o time que está devendo um futebol melhor”, brinca, referindo-se ao empate em 1 a 1 com a Suiça no jogo de estreia.

 

O programa

O projeto de voluntariado foi lançado em março de 2017 a partir  de demandas identificadas pelo Setor de Serviço Social do Hospital do Idoso para valorizar o relacionamento humano. Foram então abertas inscrições e um processo para selecionar as pessoas que atualmente prestam os serviços como voluntárias no hospital.

A equipe conta atualmente com 80 pessoas, que atuam de segunda a sexta-feira, por quatro horas semanais nas funções de voluntário acolhedor, visita solidária, capelania e acompanhante solidário de pacientes.

Os voluntários participam de um treinamento para conhecer a instituição, sua história, normas, rotinas e procedimentos. Os novos voluntários são acompanhados por um “padrinho”, um voluntário mais experiente, até que se sintam habilitados a atuarem sozinhos.

Periodicamente são abertos processos de seleção para novos candidatos. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..