Share |

Hospital do Idoso Zilda Arns comemora 6 anos como referência em atendimento

Postado em Assessoria de Imprensa

Fotos: Fernanda Luvizotto
Primeiro hospital do Brasil voltado para o cuidado da pessoa com mais de 60 anos, o Hospital do Idoso Zilda Arns (Hiza) comemorou nesta segunda feira (2/4) seu sexto aniversário com a missão de ser referência para novos programas voltados ao idoso em Curitiba.
 
“Estamos organizando, para lançar em breve, a Rede de Atenção ao Idoso, e este hospital vai ser uma referência importante”, destacou a secretária municipal da Saúde, Marcia Huçulak, referindo-se a um dos projetos da Saúde para a atual gestão. “É um orgulho para Curitiba ter esse hospital, que tem resultados positivos graças ao comprometimento da equipe”, elogiou.
 
Potencializar a ofertar de atendimentos foi um dos objetivos alcançados pelo hospital. No ano passado, aumentou em 54% o número de consultas médicas externas, num total de 20.530 consultas, resultado da revisão constante de procedimentos e agendas. Com a qualificação do corpo médico, o hospital reduziu em 35% a taxa de reinternação evitável, o que indica a qualidade do atendimento.
 
“Temos muito forte o foco na humanização, que nos permite fazer a diferença no atendimento hospitalar”, disse a diretora executiva do Hiza, Keity Daniela Arias.
 
O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, destacou que Curitiba serve de exemplo ao manter um hospital especializado ao idoso, em uma sociedade que ainda não valoriza o envelhecimento. A Secretaria Estadual vai aportar R$ 500 mil para reformas e R$ 300 em equipamentos para o hospital.
 
O deputado federal Luciano Ducci, os vereadores Maria Letícia Fagundes e Oscalino do Povo, o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Adilson Tremura, o administrador da Regional Pinheirinho, João do Suco; a presidente da Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (FEAES), Adriana Moreira Kraft também participaram da comemoração.
 
Estrutura
Inaugurado em 29 de março de 2012, o Hiza tem atualmente 599 funcionários e, desde sua abertura, já realizou mais de 408 mil atendimentos. Mensalmente, são atendidos, em média, 8.270 pacientes, entre consultas e exames.
 
O ambulatório do hospital oferta consultas nas especialidades de anestesiologia, cardiologia, cirurgia geral, cirurgia vascular, cirurgia plástica, cirurgia torácica, clínica médica, endocrinologia, geriatria, hematologia, pneumologia, urologia, proctologia, neurologia e psiquiatria.
 
O hospital também é sede do Serviço de Atenção Domiciliar, o SAD, que presta atendimento integral aos pacientes em suas casas, instrumentalizando as famílias para também atuarem no cuidado. O Hospital do Idoso Zilda Arns fica na rua Rua Lothário Boutin, 90, no bairro Pinheirinho.

Maternidade Bairro Novo ganha equipamentos para cuidado dos bebês

Postado em Assessoria de Imprensa

No mês do seu aniversário, a Maternidade Bairro Novo recebeu um presente. Nesta sexta-feira (16/03) chegaram novos equipamentos que vão dar suporte ao atendimento dos bebês nascidos no local.
 
A secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak, formalizou a entrega de um aparelho de fototerapia, quatro balanças pediátricas, um bilirrubinômetro (para exames que verificam o nível de icterícia no bebê, sem necessidade de coleta de sangue), duas incubadoras e quatro espaldares.
 
“Também estão chegando mais seis poltronas e teremos berços aquecidos para os bebês, para seguir ofertando o melhor atendimento nessa maternidade que é um orgulho para Curitiba”, disse a secretária.
 
“Nosso prefeito Rafael Greca quer que cuidemos bem da nossa população e estamos trazendo esses equipamentos”, completou Márcia.
 
Na semana passada, o prefeito Rafael Greca havia anunciado outro presente: a maternidade terá a reforma das suas estruturas elétrica e hidráulica, em um investimento de R$ 600 mil, renovando a construção que completa 22 anos neste mês de março.
 
Participaram da entrega a superintendente executiva da Secretaria Municipal da Saúde, Beatriz Nadas Battistela, a diretora geral da Fundação Estadual de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes), Adriana Moreira Kraft, e a diretora da Maternidade Bairro Novo, Edinalva Ferreira de Carvalho.
 
Referência
 
A Maternidade Bairro Novo, que é financiada 100% pela Prefeitura, é referência em parto humanizado. O mais recente reconhecimento do trabalho veio em dezembro de 2017, quando o prefeito recebeu troféu Parceria Sustentável.
 
A premiação, realizada em Genebra (Suíça), foi entregue pela Organização Mundial da Família (OMF) à Prefeitura de Curitiba pela implantação da maternidade. A OMF tem status consultivo na Organização das Nações Unidas (ONU). A maternidade também tem, desde 1998, o selo “Amigo da Criança” do Ministério da Saúde.
 

Novo canal permite a solicitação de consignado pela internet

Postado em Assessoria de Imprensa

Agora o funcionário da Feaes conta com um canal totalmente virtual para a solicitação de empréstimo consignado. O eConsig permite por meio de “ambiente fechado” e com elevado nível de segurança  (com login e senhas exclusivos e teclado virtual) a consulta do limite para empréstimo disponível, simulações e consulta de melhores taxas.

O processo fica mais ágil e simplificado e todos os dados do empréstimo ficam disponíveis para que o funcionário possa analisar a melhor proposta.  “No próprio site é feita a simulação, envio de proposta e confirmação ou negativa do empréstimo, sem a necessidade do funcionário ir a uma agência bancária”, explica o Vlademir Feijó Gonzales, assessor de Recursos Humanos da Feaes.

1º acesso

Para realizar o primeiro acesso, o funcionário deverá entrar em contato com o setor de Recursos Humanos, pelo telefone 3316-5933, em horário comercial, para receber a sua chave de segurança. Após o acesso, essa senha deverá ser trocada.

 

Link: RH Online/eConsig

ou clique no link https://www.econsig.com.br/feaes/servidor/

 

 

 

 

Maternidade Bairro Novo passa por reformas ao completar 22 anos

Postado em Assessoria de Imprensa

Fotos: Luiz Costa/SMS
A Maternidade do Bairro Novo ganhou um presente no mês em que completa 22 anos: o prefeito Rafael Greca anunciou que o local vai ser reformado nas suas estruturas elétrica e hidráulica.
 
A notícia foi dada pelo prefeito nesta quinta-feira (8/3), durante a visita à maternidade, ao lado da secretária municipal da Saúde, Marcia Huçulak. Greca foi responsável pela construção da instituição, em sua primeira gestão à frente da Prefeitura. O investimento será de R$ 600 mil.
 
“Nesses 22 anos já nasceram aqui cerca de 50 mil curitibinhas e agora comemoramos mais um aniversário deste hospital, reconhecido internacionalmente pela excelência da qualidade dos serviços prestados a Curitiba”, destacou Greca, que, durante a visita, almoçou com o corpo clínico e a diretoria da maternidade.
 
Referência
 
Construída com uma estrutura importada dos Estados Unidos de um hospital de campanha, a maternidade é referência em parto humanizado. O mais recente reconhecimento do trabalho realizado veio em dezembro de 2017, quando o prefeito recebeu troféu Parceria Sustentável.
 
A premiação, realizada em Genebra (Suíça), foi entregue pela Organização Mundial da Família (OMF) à Prefeitura de Curitiba pela implantação da maternidade. A OMF tem status consultivo na Organização das Nações Unidas (ONU).
 
A maternidade, que é financiada 100% pela Prefeitura, também tem, desde 1998, o selo “Amigo da Criança”.
 
Presenças
 
Estiveram presentes à visita o vereador Oscalino do Povo; a diretora-geral da Fundação Estadual de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes), Adriana Moreira Kraft; a diretora administrativo-financeira da Feaes, Leila Cristina Duflot; a diretora da Maternidade Bairro Novo,  Edinalva Ferreira de Carvalho; a diretora médica da Maternidade Bairro Novo, Luiza Regina Antonio Zapani; a gerente médica da Maternidade Bairro Novo,  Wilma Lilian de Castro e Souza Silva; a gerente assistencial da Maternidade Bairro Novo, Rossana Tais Cechetti; a gerente do Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD),  Joaninha de Lara; e os conselheiros do Conselho Municipal da Saúde,  Malu Gomes e José de Souza Filho.

54 profissionais são diplomados nas residências médica e multprofissional

Postado em Assessoria de Imprensa

Nestas quinta e sexta feiras (8 e 9/3), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) entregou o diploma de conclusão do programa de Residência Médica e Multiprofissional a 54 profissionais que passaram os últimos anos se aprimorando na rede de saúde de Curitiba.
 
O programa, instituído pela Secretaria em parceria com a Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes), dura dois anos para médicos e multiprofissionais e três anos na Psiquiatria e tem o foco na especialização dos profissionais para o Sistema Único de Saúde (SUS).
 
A diretora de Atenção Primária em Saúde da SMS, Ana Alegretti, destacou que as residências são uma oportunidade de crescimento não só aos formados, mas também ao próprio sistema. “São profissionais que chegam com um olhar observador que não só aprendem, mas questionam e sugerem melhorias aos nossos processos. Todos ganhamos com esse programa”.
 
Na quinta-feira (8/3), a solenidade reuniu os 25 residentes multiprofissionais formados no Programa de Residência Multiprofissional de Saúde da Família – 17 na área de Saúde da Família, 2 em Urgência e Emergência, 4 em Saúde do Idoso e 2 em Obstetrícia. No grupo, há enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, nutricionistas, dentistas, psicólogos e fonoaudióloga.
 
Na sexta-feira (9/3), foi a vez da titulação dos 29 residentes médicos nas especialidades de Clínica Médica (6 formados), Psiquiatria (5) e Medicina da Família e Comunidade (18).
 
“Com o programa, temos a oportunidade de aprimorar o trabalho de um profissional que já está interessado em atuar na saúde pública, oferecendo a ele toda a nossa estrutura e incentivando-o a contribuir positivamente para o sistema”, destaca a coordenadora de Ensino e Pesquisa da FEAES, Isabel de Lima Zanata.
 
O programa de residências médicas e multiprofissionais é ofertado anualmente. Dependendo da linha escolhida, os residentes são direcionados para atuar em Unidades de Saúde, Centros de Apoio Psicossocial (CAPS), Serviço de Atendimento Móvel a Urgências (Samu), Maternidade Bairro Novo, Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) ou no Hospital do Idoso, locais onde a formação para o SUS está garantida pela qualidade dos serviços ofertados.