Share |

Palestra aborda incidentes na assistência em saúde

Postado em Assessoria de Imprensa

Foto: Fernanda Luvizotto

O Hospital do Idoso Zilda Arns realizou na tarde desta quinta-feira (13) palestra sobre incidentes relacionados à assistência com a enfermeira Michelle Tavares Alves, coordenadora do Núcleo Curitiba da Rede Brasileira de Enfermagem e Segurança do paciente.

O evento reuniu cerca de 80 pessoas entre profissionais da saúde da Feaes, estudantes e professores. Michelle descreveu casos em que a notificação deve ocorrer para que haja a melhoria da qualidade e segurança do paciente, subnotificação, análise de dados destes incidentes.

Após a palestra houve um momento de debate em que profissionais puderam dialogar sobre o processo de notificação do Hospital do Idoso tirando dúvidas e sugerindo melhorias.

 

Feaes apresenta projetos para melhoria de processos gerenciais

Postado em Assessoria de Imprensa

Foto: Divulgação

Ampliar o autoconhecimento da força de trabalho, estreitar processos e melhorar o fluxo de comunicação entre as unidades, estes foram os temas estratégicos dos 15 projetos apresentados pelos gestores e líderes da Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes) que participaram, nesta quarta-feira (12), do encerramento da segunda fase do Programa de Desenvolvimento Gerencial MelhorAR.

Foram realizadas cinco oficinas, em mais de 40 horas de trabalho, voltadas para o aprofundamento dos temas estratégicos diagnosticados na primeira fase do programa, realizada entre maio e agosto.  A partir da abordagem metodológica “pensar/sentir/agir”, os gestores desenvolveram propostas de intervenção aplicadas ao contexto das unidades de negócio da Feaes (Hospital do Idoso Zilda Arns, Serviço de Atenção Domiciliar (SAD), Maternidade Bairro Novo, Serviços Médicos e de Apoio ao Samu/UPA, Centros de Atenção Psicossocial (Caps), Laboratório Municipal).

A secretária municipal da saúde, Marcia Huçulak, destacou a importância do planejamento na gestão dos serviços públicos. “Nestes dois últimos anos a Feaes deu uma guinada completa do ponto de vista administrativo, técnico e financeiro. Uma instituição séria precisa trabalhar com planejamento e monitorar seus indicadores e aqui houve uma mudança de processos e a ampliação dos atendimentos”, comentou.

A diretora Executiva da Feaes, Adriana Moreira Kraft, agradeceu “o apoio da Secretaria da Saúde pelo apoio incondicional e a todos que se dedicaram de coração por este ideal para ver este projeto realizado”. Adriana destacou que os recursos para a realização do programa MelhorAR foram viabilizados pelo prêmio InovaSUS, recebido pela equipe do SAD em 2015. “O prêmio nos proporcionou o privilégio de ver acontecer um projeto desta magnitude, que muitas instituições privadas, com disponibilidade de recursos, não conseguem viabilizar”, completou. 

O evento de encerramento, realizado no auditório do Hospital do Idoso, contou com a presença dos participantes das duas etapas do programa e com as apresentações musicais da dupla Andressa e Erick e do Caps Boa Vista. Os projetos publicados comporão um caderno do programa, que será disponibilizado para todas as unidades. O conteúdo digital também poderá ser acessado pelos funcionários no site da Feaes.

 

O programa

O MelhorAR é um programa de desenvolvimento gerencial voltado às experiências interconectadas de seus participantes. A escolha do nome (uma junção das palavras “melhor” + “ar”) aponta para a analogia da busca de um ambiente mais oxigenado.

Ao mesmo tempo, “AR” forma uma sigla para “Atitude Responsiva”, em que “atitude” significa “querer” e “responsividade”, na Psicologia, aponta para o acolhimento com atitudes compreensivas e diálogo efetivo para o desenvolvimento da autonomia. Ou seja, “MelhorAR” também aponta para a vontade mútua de atuar compreensivamente para a evolução autônoma.

 

Acesse todas as fotos em: https://www.flickr.com/photos/marcianocunha/sets/72157674450231277

 

Curitiba é referência nacional na redução da mortalidade infantil

Postado em Assessoria de Imprensa

Foto: divulgação
A Secretaria Municipal da Saúde promoveu, nesta segunda e terça-feira (26 e 27/11), o 3º Encontro dos Direitos Sexuais e Reprodutivos. O evento foi na Maternidade Bairro Novo e no Auditório da Faculdade Araucária (Facear). Com o tema “Estratégias para a Diminuição da Mortalidade Infantil e Materna", o evento reuniu 120 profissionais de saúde do Paraná, Mato Grosso do Sul e São Paulo.
 
“Curitiba é referência para o Brasil com um serviço de primeiro mundo com o Ambulatório de DIU”, destacou a professora da Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) Ana Paula de Assis Sales, uma das participantes do encontro. A docente conta que levará o modelo curitibano para estudar a implantação em Campo Grande.
 
Ofertar métodos de contracepção para o planejamento familiar é uma das formas de contribuir para a redução da mortalidade infantil. Curitiba reduziu, nos últimos anos esse índice. A taxa de mortalidade infantil em Curitiba caiu de 8,7 óbitos em cada mil nascidos vivos, em 2016, para 8,3, em 2017.
 
“Essa redução deve-se a políticas públicas implantadas no início do ano passado, como, por exemplo, a reestruturação do Rede Mãe Curitibana Vale a Vida”, destacou a secretária da Saúde, Marcia Huçulak.
 
Em 2017, o programa fortaleceu o acompanhamento pré-natal e a vinculação da gestante ao local do parto. Anteriormente as gestantes eram divididas apenas em risco normal ou alto. Agora há graduações entre o risco normal e alto, o que garante uma linha de cuidado mais adequada para cada gestação.
 
Autoconhecimento
 
O evento abordou o autoconhecimento do corpo da mulher, estratégias de planejamento reprodutivo – com destaque para o serviço do Ambulatório do DIU (Dispositivo Intrauterino) da Maternidade Bairro Novo, inaugurado em agosto. O serviço atende mulheres de toda a cidade. 
 
Além de oferecer um método anticonceptivo seguro e eficaz, o ambulatório “Oportuniza à mulher o conhecimento do próprio corpo e à escolha”, ressaltou a diretora executiva da Maternidade Bairro Novo, Edinalva Carvalho. 
 
No primeiro dia do evento, foram apresentados os dados sobre as políticas públicas de Curitiba para reduzir a mortalidade infantil no município. Nesta terça-feira (27/11) foi feita a etapa prática, em que profissionais de outros estados visitaram o Ambulatório do DIU para um treinamento sobre a implantação do dispositivo.
 
“Realizamos essa capacitação em toda a cidade e também na região metropolitana. Hoje, temos a oportunidade de expandir nossos conhecimentos para outros estados”, disse a supervisora do Distrito Sanitário Bairro Novo, Shunaida Sonobe.
 
O encontro foi realizado pelo Distrito Sanitário do Bairro Novo em parceria com a Maternidade Bairro Novo, com apoio da Fundação de Ação Social de Curitiba e a Secretaria da Educação do Paraná, Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), Hospital das Clínicas - UFPR - Ebserh e Escola de Saúde Pública do Paraná (ESPP). 

 

 

Voluntários do Hospital do Idoso lançam campanha Árvore Solidária

Postado em Assessoria de Imprensa

Foto: Levy Ferreira/SMCS

O Hospital do Idoso Zilda Arns (Hiza), no Pinheirinho, iniciou nesta semana a campanha Árvore Solidária, de arrecadação de produtos de higiene pessoal para os pacientes carentes internados. A ação é organizada anualmente pela equipe de Voluntariado e faz parte da programação de final de ano da instituição.

Foram montadas dez árvores natalinas dentro hospital. Os enfeites, feitos pelo grupo de voluntários do Hiza, são lembranças para quem quiser colaborar e cada um contém uma sugestão de doação. Entre as opções, estão meias, chinelos de borracha, hidratantes, sabonetes líquidos, escovas e pastas de dentes, enxaguante bucal, barbeador descartável e fraldas geriátricas. 

Os enfeites podem ser retirados por qualquer pessoa e a doação deve ser entregue até dia 20 de dezembro, na sala do Voluntariado do Hospital. “Nossa expectativa é a de superarmos a quantia arrecadada em anos anteriores, para também presentear os idosos que forem atendidos na Emergência nos dias de Natal e Ano Novo”, conta a coordenadora do Programa de Voluntariado Valéria Azevedo. No ano passado, foram entregues 130 kits aos pacientes, montados com os produtos doados. 

Este ano, as doações serão entregues aos pacientes na manhã do dia 21 de dezembro, com a presença dos Tutores do Riso, grupo de voluntários que reúne profissionais e estudantes da área da saúde que atua no hospital mensalmente.

Decoração e programação natalina
Quem visitar o Hospital do Idoso nas próximas semanas vai ver a decoração especial que setores como Ambulatório, Enfermarias, Centro de Imagens e Recepção receberam para o Natal, feita pelos voluntários. 

Entre os itens decorativos, está um presépio, doado pela voluntária e empresária Sônia Regina Kusma Cardoso. “É algo que simboliza o amor e a esperança. Acredito que pode trazer conforto e alegria para aqueles que estão passando um momento de doença e dor”, diz Sônia, que trabalha com a montagem desses cenários em igrejas e lojas há três décadas.

Além da campanha Árvore Solidária, o Hospital do Idoso Zilda Arns terá outros eventos para celebrar o natal, voltados para funcionários do hospital, pacientes e seus familiares acompanhantes. 

Veja como vai ser a programação

No dia 6/12, às 10h, será realizado o culto ecumênico especial de Natal, com a apresentação do Coral Vozes da Consolação da Igreja Luterana. Às 15 horas, haverá a Cantata de Natal de violino e violão, com os alunos dos cursos autossustentáveis do Núcleo Regional da FCC e Escola Arte e Cultura Curitiba, da Regional Pinheirinho.

No sábado, 8/12, às 14h, o Hospital do Idoso recebe a visita do grupo de jovens católicos (Mini TLC – Treinamento de Lideranças Cristãs). 

Na quinta à noite. 13/12, a partir das 19h, no restaurante Don Giovanni, será realizado o jantar de final de ano para funcionários e voluntários. O valor por pessoa é de R$ 32 (inclui água e refrigerante).O evento tem vagas limitadas e está sendo realizado em parceria com a Associação de Empregados da Feaes (AEFeaes). Mais informações no 3316-5706. 

Na semana seguinte, 15/12, às 15h, no auditório, haverá a Audição de Natal, com os alunos dos cursos da Escola Arte e Cultura Curitiba.

No dia 20/12, o Grupo Amigo Bicho, que realiza terapias assistidas com animais, fará uma apresentação especial de Natal, a partir das 15h.

 

 

Hospital do Idoso fará a substituição dos equipamentos de telefonia neste sábado

Postado em Assessoria de Imprensa

O Hospital do Idoso Zilda Arns realizará a troca de todos os terminais de telefonia neste sábado (10/11), em razão da mudança no contrato do serviço. Os responsáveis pelas salas que permanecem fechadas durante o final de semana precisam deixar as chaves no claviculário da Gerência de Hospitalidade ou no setor de Tecnologia da Informação (TI) até sexta-feira, às 18h.

Além dos equipamentos, a forma de realizar chamadas externas e internas mudará a partir de 20 de novembro. A realização de ligações para celulares e telefones fixos passa a ser liberada mediante a digitação de senha individual (PIN). A TI já solicitou aos gestores a lista dos funcionários para a confecção dos PINs.

“Haverá uma grande economia de recursos, pois passamos a fazer parte da central telefônica da Prefeitura e as ligações para secretarias e outros órgãos municipais serão consideradas ligações entre ramais”, explica Everton Zanella, coordenador de TI. Grande parte das ligações externas geradas – e recebidas – hoje no hospital é para órgãos da Prefeitura como, por exemplo, a Central de Leitos.

Com a integração, as chamadas internas que hoje são feitas digitando os quatro números finais do contato telefônico passam a ser feitas utilizando todos os oitos números. Se antes para a Recepção ligar para o Voluntariado bastava digitar “5706”, a partir de agora será necessário teclar “3316-5706”.
Junto com cada equipamento será entregue um passo-a-passo de como realizar as chamadas. Com o novo contrato, o suporte passa a ser realizado por equipe externa e pelos telefones 3350-8888 (em horário comercial) e 0800-9425556 (24 horas).