Share |

Vacinação para funcionários do Hiza começa nesta terça (24)

Postado em Assessoria de Imprensa

Será realizada entre os dias 24 e 27 de abril a campanha de vacinação contra a influenza  para funcionários do Hospital do Idoso Zilda Arns. Um calendário, dividindo a vacinação por setores, foi elaborado pelo Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (Sesmt). Confira as datas:

24/04: UTI, Unidades de Internação, CC/CME, Emergência e Centro de Imagens (vacinas serão feitas nos postos de trabalho).

25/04: Melhor em Casa, Serviço Social, Laboratório, Agência Transfusional e Farmácia (vacinas serão feitas nos postos de trabalho).

26 e 27/04: Setores administrativos, terceiros, residentes e estagiários (local: consultório 1, antiga sala de procedimentos; horário: das 10h às 11h30 e das 13h30 às 15h).

Mais informações no Sesmt, pelo ramal 5995.

Simpósio traz enfoque multiprofissional no atendimento de urgência e emergência

Postado em Assessoria de Imprensa

Fotos: Anya Colman
Os procedimentos, inovações e a capacitação dos profissionais da saúde foram temas da primeira edição do Simpósio de Urgência e Emergência da Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes) , realizado nesta sexta-feira (13), no auditório do Hospital do Idoso Zilda Arns.
A diretora de Assistência à Saúde, Tatiane Correa da Silva Filipak, abordou o desafio profissional de trabalhar com urgência e emergência, apontando a necessidade da capacitação técnica e também emocional. “A Fundação valoriza o ensino e a pesquisa, porque entende que por meio da educação continuada dos profissionais é que nós conseguiremos sempre prestar uma assistência qualificada”, salientou. 
150 profissionais e estudantes da capital e também de algumas cidades do interior participaram de palestras com enfoque multiprofissional e abordagem abrangente, que passou pelo atendimento de convulsões pediátricas, pelas paradas cardiorrespiratórias em adulto e emergências obstétricas.
“Há poucos eventos sobre o tema, então buscamos desenvolver uma programação que contemplasse todas as especialidades”, comenta Junio Cesar da Silva, membro organização do simpósio e coordenador do Programa de Residência de Enfermagem em Urgência e Emergência, ofertado pela Feaes em parceria com Secretaria Municipal da Saúde (SMS).
A enfermeira Thais Lazaroto se interessou pela urgência e emergência no terceiro ano da faculdade, mas tinha dificuldade em encontrar capacitações na área.  “É bem difícil encontrar eventos em urgência e emergência e o simpósio hoje está fantástico, com temas bem distribuídos”, avaliou.
Vanessa Farias é professora do curso de Enfermagem em Cascavel e viajou com um grupo de 15 alunos para participar do simpósio. “Tirá-los do mundo acadêmico e entrar em contato com o que os profissionais vivenciam na prática acrescenta muito”, descreveu Vanessa que também atua na área de urgência e emergência.  
 
Residências
A Feaes em parceria com a SMS desenvolve programas de residências médicas, multiprofissionais e em área profissional de saúde. A residência é uma modalidade de ensino em nível de pós-graduação lato sensu, e caracteriza-se por treinamento em serviço sob supervisão de profissionais habilitados. É norteada pelos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), a partir das necessidades e realidades locais e regionais.
Todas as residências seguem normas estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC) e Ministério da Saúde (MS) e demais Resoluções da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) e da Comissão Nacional de Residência Multiprofissional de Saúde (CNRMS).
Atualmente, são ofertadas por ano, seis vagas de Clínica Médica, seis vagas de Psiquiatria, quatro vagas multiprofissionais em Saúde do Idoso, sendo uma de Psicologia, uma de Fonoaudiologia, uma de Fisioterapia e uma de Enfermagem, duas vagas de Enfermagem em Urgência e Emergência e duas vagas de Enfermagem em Obstetrícia.
 

Nota de falecimento

Postado em Assessoria de Imprensa

É com grande pesar que comunicamos o falecimento da técnica de enfermagem do Caps Boqueirão, Maria Magalhona Pereira, de 63 anos, ocorrido na tarde desta quarta-feira (12). O velório será na Capela Memorial da Vida, em São José dos Pinhais. 
 
A Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes) presta condolências e solidariedade aos familiares e amigos.
 
Direção Feaes.

Curitiba quer ampliar o atendimento domiciliar

Postado em Assessoria de Imprensa

Cerca de 300 profissionais da Saúde especializados em atender pacientes em casa estão em Curitiba, nesta sexta-feira (6/4) e neste sábado (7/3), para o 3º Congresso Sul Brasileiro de Atenção Domiciliar, na Unibrasil. A escolha da cidade como anfitriã do evento é pela capacidade em criar soluções inovadoras no Serviço de Atenção Domiciliar (SAD). Em Curitiba, o serviço tem 92 funcionários, que atendem cerca de 400 pacientes por mês.
 
A secretária municipal da Saúde, Marcia Huçulak, afirmou que atendimento domiciliar é essencial para o SUS. “É preciso ampliar o escopo de pontos de atenção e o atendimento domiciliar é uma forma eficaz, eficiente e efetiva. Temos hoje dez equipes do SAD e planos de ampliação”, disse Marcia.
 
A capital paranaense sedia pela segunda vez o congresso, que tem participantes de todas as regiões do país. “Curitiba ganhou um prêmio nacional de exemplo de gestão do trabalho no SAD pelo SUS e sai na frente em termos de organização e de gestão”, destacou a coordenadora geral de Atenção de Atenção Domiciliar do Ministério da Saúde, Mariana Borges Dias, na abertura do evento.
 
Cada equipe do SAD curitibano é composta por clínico geral, fisioterapeuta, enfermeiro, técnico em enfermagem e nutricionista, que vão semanalmente às casas. Além de consultar, fazer curativos e medicar, os profissionais orientam os familiares sobre os cuidados necessários para o bem-estar do paciente.
 
Inovações e desafios
O tema central do congresso é inovações na Atenção Domiciliar, com o desafio de buscar atendimentos em casa mais complexos. O SAD Curitiba, por exemplo, prepara-se para a implantação da Equipe Multiprofissional de atendimento específico aos pacientes com problemas respiratórios em uso de ventilação mecânica.
 
“Curitiba é uma das referências em atendimento domiciliar. Vir até aqui para compartilhar experiências é ter a certeza de que vamos atualizar nossos conhecimentos”, destacou a coordenadora do SAD de Pará de Minas (MG), Elisiane Marques.
 
O congresso terá ainda oficinas, mesa redonda e apresentação de trabalhos científicos. O evento é organizado pela Fundação Estatal de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes), que gerencia o SAD em Curitiba, e tem apoio da Organização Panamericana da Saúde (Opas), da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação em Saúde (SGTES) e Coordenação Geral de Atenção Domiciliar (CGAD), ambas do Ministério da Saúde.